Prefeitura de Cornélio Procópio vai propor mudanças nas regras do PSS no município

Uma reunião com a equipe jurídica da prefeitura resultou em nova mudança em leis municipais que pode beneficiar a população, notadamente as pessoas interessadas em participar do Processo Seletivo Simplificado (PSS) para ingresso no serviço público municipal de Cornélio Procópio. Em face de algumas reclamações e sugestões de pessoas que no s últimos anos têm participado dessa modalidade de certame para preenchimento de vagas provisórias, a prefeitura encaminhará ao Legislativo municipal um projeto de lei em que propõe modificações nesse sistema de contratação.

A medida, segundo o prefeito Amin Hannouche, que discutiu o assunto em reunião com a vice-prefeita Angélica Olchaneski e o procurador geral do município, Cláudio Trombini Bernardo, é para evitar o impedimento de quem já esteja participando de um PSS ter que permanecer um tempo fora para poder voltar. “O que queremos na verdade é que a pessoa que, se está indo bem, tem competência no seu trabalho, porquê impedi-la de participar de um novo PSS e reassumir uma nova vaga no município”?, Questiona o prefeito em sua justificativa. Segundo ele, o objetivo é de fazer justiça com as pessoas que participam desses certames no município.

Justificativa – Na discussão realizada na Sala de Reuniões da prefeitura, também foram discutidas algumas questões sobre o próximo concurso para preenchimento de vagas em vários setores do Serviço Público Municipal. As provas estão marcadas para os próximos dias 15 e 16 deste mês e vão oferecer 393 vagas. Como as contratações dos aprovados por questões burocráticas demandam algum tempo, a prefeitura tem que contratar pelo sistema de PSS.

“O concurso público é feito através de etapas. E a primeira delas são as provas. Em seguida, vem as de documentação, prazos de impugnações, recursos, etc. Na sequência, ainda terá que ser encaminhado ao Tribunal de Contas do Paraná para validá-lo. Assim, só após tudo isso é que podemos iniciar as contratações. Enquanto isso não acontece, a prefeitura tem suas necessidades para contratação de mão de obra. O PSS é justamente para a suprir as demandas que o município necessita para seguir nos seus trabalhos”, explicou o prefeito. (Rádio Web CP/Comunicação/Prefeitura).

Deixe uma resposta