MPPR condena médico por corrupção passiva em Cornélio

A Vara Criminal de Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro do estado, condenou a dois anos e oito meses de reclusão, um médico denunciado pelo Ministério Público do Paraná por corrupção passiva.

Na denúncia, oferecida em março deste ano, a 2ª Promotoria de Justiça de Cornélio Procópio demonstrou que o profissional teria solicitado indevidamente de um paciente R$ 3 mil para fazer uma cirurgia na Santa Casa de Misericórdia, custeada pelo Sistema Único de Saúde.

O pagamento indevido teria ocorrido em 26 de novembro de 2018 no consultório particular do médico.

De acordo com a pena estipulada e pelo fato de o réu ser primário, foi fixado para cumprimento da pena o regime inicial aberto.

Cabe recurso da decisão. (Rádio Web CP com conteúdo da Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Paraná, baseado no Processo número 1315-16.2020.8.16.0075).

Deixe uma resposta