Cornélio convoca Exército e Sociedade Civil para ampla campanha para evitar epidemia de dengue

A preocupação com uma epidemia de dengue no município, motivou a prefeitura de Cornélio Procópio a promover uma reunião de emergência na manhã desta quinta-feira (20) no gabinete do prefeito Amin Hannouche.

Foram convocados representantes do Exército, da Sociedade Civil Organizada, Defesa Civil e Assessores Municipais. De acordo com o Diretor da Vigilância Sanitária Eliseo Rocha, o município possui 166 casos notificados de pessoas que apresentaram sintomas.

Destas, 32 foram confirmadas com 26 casos Autóctone (locais) e 1 Importada. Este número preocupa as autoridades sanitárias para uma possível epidemia, caso ações emergenciais não sejam realizadas nos próximos dias.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, dos 166 casos notificados, 96 foram descartados, diminuindo para 37 os casos investigados. “Embora o número de casos confirmados estejam se aproximando da zona de perigo, são necessárias ações rápidas e efetivas para que a cidade, a exemplo de outras da região, não alcance índices de epidemia.

Hoje, para se caracterizar epidemia, este número está calculado em 150 casos confirmados da doença”, explicou Eliseo Rocha.

Ações Coordenadas

Durante a reunião, foi sugerida pelo prefeito Amin Hannouche, a participação do Exército Brasileiro, através do Tiro de Guerra 05/002 em uma campanha forte para combater o mosquito Aedes Aegypti.

O Subtenente Natanael Rodrigues Albuquerque, Chefe de Instrução da Unidade Militar procopense, confirmou que os futuros atiradores serão orientados para liderar esta campanha.

Ele contou que ações deste tipo já foram realizadas pelo Exército em cidades onde a epidemia foi constatada. “Vamos ter um efetivo de 100 jovens prestando o Serviço Militar a partir do inicio de março e esta deverá ser a primeira grande ação dos atiradores para a cidade”, disse o Subtenente Rodrigues.

O prefeito Amin Hannouche confirmou a realização de uma reunião geral para esta ação, no próximo dia 26 de fevereiro, às 18 horas, no Anfiteatro da Universidade Estadual do Norte do Paraná, UENP, envolvendo Núcleos Regionais do Governo do Paraná, Clubes de Serviço, Ministério Público, Judiciário, Policias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Escolas Estaduais e Particulares, UENP, UTFPR, Prefeitura, Câmara de Vereadores, Igrejas, Associações de Bairros e Secretários e Diretores Municipais.

“Temos a responsabilidade de manter a nossa cidade longe de uma epidemia. Vamos envidar esforços para que o controle efetivo da dengue continue dentro dos padrões estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde e eliminar os focos da doença na sede do município e no nosso Distrito de Congonhas”, observou o prefeito Amin Hannouche. (Rádio Web CP/Comunicação/Prefeitura).

Deixe uma resposta