Caged mostra avanço na oferta de empregos em Cornélio Procópio

Com 16.154 novas vagas formais de emprego nos últimos dois anos, Cornélio Procópio lidera o ranking da carteira assinada. Mesmo atravessando um momento econômico delicado gerado pela pandemia criada pela Covid-19, consolida números positivos e se mantém entre os que mais contrataram nesse período.

De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados recentemente, o comércio lidera as contratações com 802 admitidos contra 502 desligamentos no primeiro semestre deste ano, ficando à frente de municípios como Jacarezinho, Santo Antônio da Platina e Bandeirantes.

Outros itens, como atividade agropecuária; construção civil; serviços gerais e indústria, embora com proporções mais discretas, também apresentaram avanço na oferta dos empregos formais. Somente no período de pandemia, que compreende o período de 1 ano e 6 meses, o saldo é de 489, com 2.787 admissões e 2.298 desligamentos.

Jacarezinho, com 1.192 admissões e 931 desligamentos, teve um saldo de 261 vagas em 2021. Outros municípios da região, como Bandeirantes e Santo Antônio da Platina, tiveram desempenho regular ficando, o primeiro, com saldo positivo de 58 empregos, enquanto o segundo teve 119 negativos, com pequenas reações positivas de 2020 para 2021.

O prefeito de Cornélio Procópio, Amin Hannouche, atribui a posição favorável à qualificação profissional e aos estímulos para a vinda de novos empreendimentos comerciais no município. “Nossa preocupação tem sido a de manter uma equipe preparada para esta área. Isto tem feito com que permaneçamos com esse equilíbrio, apesar do momento econômico desfavorável”, avalia Hannouche.

Este ano, os setores que apresentaram mais desempenho foram, pela ordem, o de serviços, indústria e comércio. Com saldo positivo de 261, mesmo com intensidade maior da pandemia, entre admissões e desligamentos, superou o ano passado que apresentou saldo positivo de 234.

“Os resultados confirmam a expansão que temos tido principalmente com a vinda de novos estabelecimentos comerciais. Além de gerar mais divisas para o município com arrecadação de impostos, entre outros, têm disponibilizado um grande número de mão-de-obra para a população”, atribuiu Celso Marin, secretário de Desenvolvimento Econômico.

Um dos últimos empreendimentos comerciais que se instalou no município – o Box Atacadão Verona – sozinho, gerou mais de 150 empregos diretos. Com a política de atração de empresas, vamos seguir estimulando a qualificação profissional para a colocação de nossos jovens no merco de trabalho”, complementou Marin. (Rádio Web CP/Comunicação/Prefeitura).

Deixe uma resposta