Padrasto confessou estupro e morte da enteada em Londrina, diz polícia

Em depoimento prestado à Polícia Civil em Londrina, nesta segunda-feira, 22, o padrasto de Sara Manuela Silva, 09 anos, confessou ter estuprado e matado a menina.

O delegado-chefe Osmir Ferreira Neves disse que o suspeito Sandro Machado, 25 anos, teria cometido o crime de estupro e, com receio de que a criança contasse a alguém, decidiu tirar a vida dela.

Ao falar pela primeira vez às autoridades, o réu confesso teria ficado em silêncio. No entanto, em interrogatório complementar, ele confessou tudo.

O padrasto relatou que teria levado a criança até o fundo de vale, onde o corpo da menina foi encontrado domingo, 21.

No mesmo local, disse o suspeito, ele estuprou a criança, ofereceu R$ 5,00 para ela ficar em silêncio, mas, com medo, a matou.

Sandro Machado deve ser indiciado por estupro de vulnerável e feminicídio.

A Polícia Civil informou que ele não tem advogado constituído. (Texto: Rádio Web CP com informações do G1 PR e Foto: Ricardo Chicarelli / Folha de Londrina).

Deixe uma resposta