MP cumpre mandado de busca e apreensão no âmbito da Operação Alecto, em Bandeirantes

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) cumpriu um mandado de busca e apreensão em Bandeirantes, no norte do Paraná, na manhã desta terça-feira (26). A ação é um desdobramento da operação Alecto, que investiga se servidores públicos desviaram dinheiro do município.

O mandado foi cumprido em um local que funcionava como depósito de um réu da operação que está preso. Foram apreendidos moto, carro, dois mini carros e eletrodomésticos. Segundo o MP-PR, a suspeita é de eque os bens tenham sido comprados com dinheiro oriundo de corrupção.

A Operação Alecto investiga uma organização criminosa que desviava valores das contas bancárias do município. Os servidores transferiam o dinheiro para suas próprias contas bancárias.

Os promotores descobriram que de janeiro de 2017 a abril de 2018 os denunciados desviaram R$ R$ 881.741,06 para suas próprias contas.

Conforme o MP-PR, como os investigados tinham acesso ao sistema da prefeitura, camuflavam os desvios adulterando os extratos bancários e fraudavam as prestações de contas. Com a instalação do portal da transparência os acusados passaram a ter dificuldades para desviar o dinheiro. (texto e informações do G1 PR).

Deixe uma resposta