Funcionário de loja nega vender fiado, é baleado e morre no hospital 11 dias após o crime

Morreu nesta segunda-feira, 28, no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, o atendente de uma loja de bebidas que teria sido baleado por não aceitar vender fiado.

O fato foi registrado no último dia 17 no Jardim Amália, no bairro Oficinas, e, o rapaz de 19 anos, ferido na cabeça, teria sido internado em estado grave.

O autor dos disparos fugiu após e crime e não foi encontrado até agora. (Texto: Rádio Web CP com informações do G1 PR).

Deixe uma resposta