Saúde se manifesta sobre polêmica de velório da covid 19 em Cornélio

Ao falar à imprensa na segunda-feira, 29,  o diretor da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde, Yago Pereira, se manifestou sobre a polêmica da ocorrência de velório em Cornélio Procópio. Neste período de pandemia, são proibidos velórios das vítimas da covid 19.

Segundo Yago, o velório de pacientes que perderam suas vidas por complicações da covid 19 só é permitido desde que que eles não estejam em período de transmissibilidade, ou seja, os corpos não têm mais capacidade de transferir o vírus para outras pessoas.

“No caso da polêmica, o paciente estava internado há pouco mais de 25 dias e, ele foi levado ao hospital já infectado pelo coronavírus. Passado esse tempo, ele não tinha mais o vírus em seu organismo e, por isso, o médico assinou um laudo após exame de presença viral com resultado negativo”, acrescentou e disse mais:

“Havendo a garantia de que o paciente não tenha condição de transmitir a doença, o velório pode acontecer”.

O representante da Saúde disse ainda que a autorização ocorre por critério médico. “Não é uma regra. Mas, outros velórios já foram liberados na cidade seguindo este procedimento e a pedido das famílias”, complementou. (texto: Rádio Web CP com informações do Gnews/Graúna FM).

Deixe uma resposta