Medicina Preventiva foi tema de palestra para funcionários da Saúde de Cornélio Procópio

Pandemia, Covid-19, Coronavírus, DSTs, Aids, tabagismo, métodos contraceptivos e gravidez na adolescência. Estes foram alguns dos temas abordados nesta quarta-feira (21) em Cornélio Procópio durante palestra dirigida a agentes comunitários de saúde do município. A palestra foi aberta pela secretária municipal de Saúde, Angélica Olchaneski e reuniu principalmente servidores que atendem nas unidades básicas de saúde (UBSs) do município.

“É tempo de reciclar e toda a informação neste momento é importante e necessária. Quanto mais deixamos a nossa equipe melhor estruturada com informações, o trabalho passa a ser desenvolvido com mais eficiência”, disse a secretária de Saúde durante a abertura.

A palestra foi conduzida pelo médico-veterinário Sandro F. Pain, do Grupo Saúde e Vida. Realizada no Centro Cultural Galdino de Almeida (área central),  sem nenhuma despesa para o município, manteve o foco  nas principais doenças mentais conhecidas por  “Síndrome  EDAP” (estresse, depressão, ansiedade e pânico) e principalmente na Covid-19.

Relaxamento – Para o técnico, a falta de maiores cuidados das populações de algumas cidades, o relaxamento do isolamento social em algumas cidades, tem provocado o aumento de casos. Citou que em março do ano passado, o Paraná foi o último estado a apresentar o primeiro óbito por Covid-19. Mas,  no momento, Curitiba e Londrina, pelo aumento de casos, chegaram a adotar o  “lockdown”  vermelho.

“É a chamada falsa segurança em que as pessoas já pegaram a doença e por não ter diabetes, doenças do coração e outras comorbidades e não precisou ficar internadas. Mas, o fato dela ter contraído a doença, não a impede de pegar novamente a doença e se transformar em um vetor em potencial e seguir disseminando o vírus principalmente às pessoas com comorbidades e causando mortes”, alertou. (Rádio Web CP/Comunicação/Prefeitura).

Deixe uma resposta