Em Cornélio, Coopermota trabalha para colocar frigorífico em funcionamento até o fim do ano

Aproximadamente vinte pessoas trabalham intensamente no Frigorífico do Peixe, em Cornélio Procópio, no sentido de colocar a  indústria em funcionamento ainda este ano. Construída pelo município no Bairro de Água Limpa em 2005, ainda durante a primeira  gestão do prefeito Amin Hannouche, foi cedida à exploração pela cooperativa de Cândido Mota (SP) Coopermota que assumiu o empreendimento em setembro de 2021, através de processo licitatório e deverá gerar de 80 a 100 empregos diretos.

No momento, funcionários da cooperativa atuam em obras de melhoria na parte estrutural do prédio e área de maquinários, com serviços elétricos e adaptações nos setores de abate e processamento do pescado, com previsão de entrar em operação até o final do ano. “Temos uma previsão de iniciar os abates em agosto. Hoje, além da parte estrutural, estamos com homens no campo com mapeamento em toda a região para determinar onde podemos buscar o peixe e estabelecer as parcerias”, informou João Carlos Bernardo, gerente de polo da cooperativa.

Além disso, a unidade trabalha também para estruturar as condições de acondicionamento do pescado.  “Temos que  colocar esse peixe na água agora para que cheguemos em agosto com estoque suficiente para manter o abate e funcionar de acordo com o que planejamos”, complementou. Disse que, nesse primeiro momento, a cooperativa tem duas fases: aproveitar o pescado de produtores da região mais próximos da indústria e outros de tanques-redes que mantêm suas atividades em áreas um pouco mais distantes como Itambaracá e lagos de Canoas. (Rádio Web CP/Comunicação/Prefeitura).

Deixe uma resposta