Cornélio realiza Audiência Pública para discutir revisão do Plano Diretor

Atualização do seu Plano de Expansão Urbana. Este foi o tema da audiência pública que a Prefeitura de Cornélio Procópio realizou na tarde desta sexta-feira (06), no Centro Cultural Galdino de Almeida (área central da cidade). Com participação de representantes do Legislativo, empresários e outros membros da sociedade, o encontro discutiu, nesta primeira etapa, as primeiras ações de revisão do plano que vai servir de base para o futuro do município.

Apresentado por Adilson Correia, projetista da Secretaria Municipal de Planejamento, o plano incluiu todas as áreas da cidade e favorece a implantação e expansão de novos empreendimentos na zona urbana, incluindo áreas para novas empresas, loteamentos, indústrias, etc. No centro da cidade, toma por base os prédios que têm sua saliência invadindo para as calçadas. Com orientação da Copel, haverá uma modificação para as futuras construções.

“Tratamos isto como um dos grandes projetos da nossa administração. A nossa equipe técnica trabalhou de forma rápida, pragmática e muito eficiente e conseguiu passar para a comunidade presente, principalmente ao representante do Ministério Público esse trabalho técnico.  O objetivo do município nesse primeiro momento é  ampliar a área passível de construções de novos empreendimentos até que o município possa contratar um no Plano Diretor que disciplinará toda a questão territorial do município”, disse o prefeito Amin Hannouche que também participou da audiência.

De acordo com a sua previsão, o novo Plano Diretor deverá estar pronto em um ano até ser contratado, executado e concluído. “Esse Plano de Expansão deverá acontecer de forma rápida. No próximo dia 23, teremos uma nova audiência pública. A partir daí, o projeto segue para a Câmara Municipal. Lá, os vereadores terão oportunidade de promover alguma mudança ou mantê-lo como está. A partir daí, vira uma lei e, em seguida, os empresários estarão autorizados em construir e empreender e com isto gerar mais trabalho e renda para o município”,  complementou o prefeito. O Promotor de Justiça, Erinton Cristiano Dalmaso, também participou da audiência. (Rádio Web CP/Comunicação/Prefeitura).

Deixe uma resposta