Vigilância Sanitária de Cornélio alerta sobre perigos com escorpiões

A Vigilância Sanitária de Cornélio Procópio acaba de iniciar um trabalho de identificação de focos de escorpiões em residências do município.

Ao mesmo tempo, o chefe do departamento, Eliseu Rocha, está orientando os moradores a acionar imediatamente as autoridades do setor, quando perceber a presença do animal no quintal.

“A preocupação dos moradores deve ser redobrada para esses tipos de casos, pois qualquer tipo de entulho pode ser um abrigo para animais peçonhentos”, explicou.

Algumas localidades do município apresentam maior proporção de focos de escorpiões, como são os casos do Conjunto Universitário, Vitor Dantas, Padre Paulo Broda e Sibim.

Mas o alerta segue para todas as regiões da cidade. (Rádio Web CP com informações da Comunicação/Prefeitura).

Confira as principais orientações:

NA ÁREA EXTERNA DO DOMICÍLIO

– Manter limpos quintais e jardins, não acumular folhas secas e lixo domiciliar;

– Acondicionar o lixo domiciliar em sacos plásticos e outros recipientes apropriados e fechados, entregá-los ao serviço de coleta, não jogar o lixo em terrenos baldios;

– Limpar terrenos baldios;

– Eliminar fonte de alimento para escorpiões: baratas, aranhas, grilos e outros pequenos animais invertebrados;

– Evitar a formação de ambientes favoráveis ao abrigo de escorpiões, como obras de construção civil e terraplanagens que possam deixar entulhos, superfícies sem revestimento, umidade, etc;

– Remover periodicamente materiais de construção e lenha armazenados evitando o acúmulo exagerado, usar técnicas de empilhamento em cima de estrados e 15 cm longe das paredes;

– Preservar os inimigos naturais dos escorpiões, especialmente aves de hábitos noturnos (corujas, João bobo, etc), pequenos macacos, quatis, lagartos, sapos e gansos (galinhas não são eficazes agentes controladores de escorpião);

– Evitar queimadas em terrenos baldios, pois desalojam os escorpiões;

– Remover folhagens, arbustos e trepadeiras, junto ás paredes externas e muros;

– Manter fossas sépticas, caixas de gorduras e caixas de passagem de água fluviais bem vedadas, para evitar a passagem de baratas e escorpiões;

– Rebocar paredes externas e muros para que não apresentem vãos e frestas.

NA ÁREA INTERNA

– Rebocar paredes para que não apresentem vãos ou frestas;

– Vedar soleiras de portas com rolos de areia ou rolos de borracha;

– Reparar rodapés soltos e colocar telas nas janelas;

– Telar as aberturas de ralos, pias ou tanques;

– Telar aberturas de ventilação de porões e manter assoalhos calafetados;

– Manter todos os pontos de energia e telefone devidamente vedados.

Em caso de algum acidente deve-se procurar auxilio médico nas unidades de saúde do município. Para mais informações 3904-8036.

Deixe uma resposta