Três professoras são presas acusadas de torturar crianças em CMEI de Astorga

Três professoras acusadas pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) de torturar oito crianças em um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) de Astorga, no norte do Paraná, foram presas por determinação da Justiça. Pais fizeram uma manifestação nesta quinta-feira (6).

Quatro vídeos mostram uma das professoras agredindo as crianças, com idade entre dois e três anos, segundo o MP-PR. As outras duas acusadas não aparecem agredindo os alunos, mas também foram denunciadas porque trabalhavam na mesma sala e não denunciaram os maus-tratos.

Os mandados de preventiva – por tempo indeterminado – foram cumpridos na quarta-feira (5), depois que a Justiça aceitou a denúncia, e elas se tornaram rés pelo crime de tortura. As três mulheres foram encaminhadas para a Delegacia de Astorga. O processo está sob sigilo.

Manifestação
Pais de crianças que estudam em CMEIs de Astorga fizeram um protesto na tarde desta quinta, em frente à prefeitura. Revoltados com o caso das professoras acusadas pelo MP-PR de torturar alunos de um dos centros, eles pediram justiça. (Rádio Web CP com informações da RPC Maringá).

Clique aqui para saber mais

Deixe uma resposta