Professor é surrado por aluno de 14 anos e decide abandonar profissão no interior de SP

O índice de agressões contra professores em escolas tem sido uma grande preocupação das autoridades. O caso mais recente é um grande exemplo de que a situação exige providências.

O professor Paulo Rafael Procópio, de 62 anos, foi agredido por um aluno de 14 anos, dentro da sala de aula de uma escola estadual de Lins no interior do estado de São Paulo.

Por causa disso, o docente (há 20 anos no magistério) anunciou que pretende abandonar a profissão.

O ataque foi um dos dois casos de agressão a professores registrados na cidade na sexta-feira (22) envolvendo alunos menores de idade. Em outra escola, um professor de 41 anos e um cuidador, de 23, foram agredidos e ameaçados por um aluno de 12 anos.

Apesar de ter tempo para se aposentar, Paulo Procópio, admitiu que poderia continuar trabalhando após obter o benefício.

 “Estou horrorizado. A gente sempre ouvia falar em casos de violência dentro de salas de aula, mas confesso que nunca imaginei passar por isso. Já estava decepcionado com a falta de respeito dos alunos, mas essa agressão foi demais”, disse ao G1. (texto: Rádio Web CP com  informações G1 Bauru e Marília). LEIA MAIS

Deixe uma resposta