Pedido de reconstituição do crime do diretor da Uenp é negado pela Justiça de Cornélio

O pedido de reconstituição do crime feito pela defesa de Laurindo Panucci Filho, 44 anos, acusado do assassinato do ex-diretor da Uenp, Sérgio Roberto Ferreira, 60, foi negado pelo da Vara Criminal de Cornélio Procópio, Ernani Scala Marchini na noite de terça-feira, 12.

O magistrado entende que a solicitação para restaurar os detalhes do homicídio “é desnecessária, além de se configurar protelatória (atrapalhar, ganhar tempo na ação).

A reprodução simulada deveria ter sido pleiteada à autoridade policial a tempo e modo oportuno durante o inquérito.

O juiz reforçou também a validade da denúncia de homicídio triplamente qualificado e manteve a prisão preventiva de Laurindo, que vale por tempo indeterminado. O ex-diretor do campus da Uenp foi morto a golpes de machadinha no último dia 20 de dezembro em uma das salas da instituição de ensino. (Texto: Rádio Web CP com informações da Folha de Londrina).

Deixe uma resposta