MP pede que acusado de matar o diretor da Uenp em Cornélio vá a júri

Laurindo Panucci Filho, acusado de matar o diretor da Uenp (Campus de Cornélio Procópio) no dia 20 de janeiro de 2018, pode ser julgado no Tribunal do Júri.

Pelo menos, o pedido foi feito pelo Ministério Público do Paraná no último dia 23 e anexado ao processo que investiga a morte de Sérgio Roberto Ferreira.

O professor Panucci é réu no processo por homicídio triplamente qualificado, ou seja, ele teria usado meio cruel, dificultado a defesa da vítima e cometido o crime por motivo fútil.

Ele segue preso em Cornélio Procópio e quando prestou depoimento à justiça, disse que era o melhor amigo da vítima e estava arrependido do crime.

Ele teria dito ainda que não planejou a morte do colega de instituição. (Texto: Rádio Web CP com informações do G1 PR).

Deixe uma resposta