Funcionário da Copel é mantido preso ao tentar desligar energia de estabelecimento em Cornélio

Um funcionário que prestava serviço para a Copel foi mantido preso por cerca de 15 minutos na terça-feira, 11, ao tentar desligar a energia de um estabelecimento em Cornélio Procópio.

A Polícia Militar foi acionada até o local e apurou que a vítima, ao entrar no estabelecimento para desligar o disjuntor, ficou impedida de sair após a porta ser trancada pelo lado de fora.

Segundo boletim de ocorrência da PM, ao manter pessoa presa em algum lugar, o autor desta ação comete crime de seqüestro e cárcere privado.

Diante da situação, as partes foram encaminhadas para o devido procedimento legal. (Texto: Rádio Web CP).

Deixe uma resposta