Filho de conhecido jornalista do Norte Pioneiro morre em confronto com a PM em Curitiba

Andrei Gustavo Orsini Francisquini, foi morto a tiros na madrugada de domingo, 12, no  bairro Bigorrilho, em Curitiba, após reagir a uma abordagem da Polícia Militar.

Jornalista e filho do proprietário do Jornal Tribuna do Vale do Norte Pioneiro, Benedito Francisquini, ele foi assessor do deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PSB) na Assembléia Legislativa. Atualmente, ele trabalhava em uma emissora de rádio de Curitiba.

Segundo a PM, ele não teria obedecido ordem de parada durante abordagem na rua Vicente Machado e seu carro foi perseguido.

Na Praça da Espanha, o veículo foi cercado por viaturas e houve tiroteio. Ele teria reagido como se fosse atirar nos policiais e foi baleado.

O jornalista morreu antes da chegada do Siate. Uma pistola que estava com ele foi apreendida e o carro que conduzia não apresentava irregularidades.

O pai da vítima, Benedito Francisquini, que mora em Santo Antonio da Platina, questiona a afirmação de que o filho estivesse armado.

“É difícil acreditar que o meu filho estivesse manuseando uma arma. Ele pode ter fugido da polícia, porque, provavelmente, tomou alguma coisa e ia fazer o bafômetro. Eu espero uma investigação rigorosa”, disse ele. (Texto: Rádio Web com informações do G1 PR e RPC Curitiba).

Deixe uma resposta