Carro se parte ao meio em acidente com ônibus em Cariacica; Quatro pessoas morrem

Quatro homens morreram em um grave acidente envolvendo um ônibus do Transcol e um carro de passeio na rodovia José Sette, na altura do bairro Tabajara, em Cariacica, neste sábado (7).

A colisão aconteceu por volta das 5h30. O ônibus da linha 795, que faz o trajeto Alice Coutinho – Terminal Itacibá, seguia no sentido Cariacica Sede. Apenas o motorista e o cobrador estavam no coletivo e não se feriram.

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória (GVBus), o motorista que conduzia o carro, modelo Kadett, invadiu a contramão.

As quatro pessoas que estavam no carro morreram na hora. As vítimas eram José Mário Batista, de 32 anos; os irmãos Romiltom dias Santos Júnior, de 22, e Ramon Silva Santos, de 21; e Weverton Gomes Alves Narciso, de 18.

Com o impacto da batida, o veículo ficou partido ao meio. De acordo com os bombeiros, três corpos ficaram presos às ferragens.

A rodovia foi interditada por aproximadamente cinco horas para a remoção das vítimas. Bombeiros estiveram no local, apoiados pela Polícia Militar, Polícia Civil e por funcionários da viação responsável pelo ônibus, para a retirada dos corpos.

‘Curva da Morte’

De acordo com motoristas e a população local, o trecho onde aconteceu o acidente é conhecido como “curva da morte”, por causa do número de ocorrências.

A falta de sinalização e o mato alto são algumas das reclamações. “Se for contabilizar, nos 38 anos que eu moro aqui, foram 46 mortes.

É um descaso do prefeito, das autoridades. Tem um projeto, de 20 anos atrás, de uma casa que foi desapropriada para acabar com essa curva, mas até agora nada”, disse o aposentado Naziazeno Vieira Júnior.

Em nota, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que obras de ampliação na rodovia estão sendo realizadas em etapas. A primeira etapa vai do Trevo de Itacibá até a subida de Tucum, que está em fase final de serviço.

A segunda etapa compreende de Tucum até Cariacica sede. O DER disse que já tem o projeto de engenharia ​ pronto para esse segundo trecho.

Mas, ainda tem que viabilizar recursos para obra, desapropriações na área e outras providências ligadas a redes de água, esgoto e telefonia, que envolvem as concessionárias.

O DER disse que não tem registro de acidentes no local causado por falta de manutenção. Quanto ao serviço de limpeza, capina e tapa-buracos, é realizado dentro de uma programação na rodovia.

Para esse trecho, a programação está marcada para essa primeira quinzena do mês.Mas, uma equipe irá ao local para verificar a situação. (Rádio Web CP com texto e informações do G1 ES e TV Gazeta).

Deixe uma resposta