Caminhoneiros são presos suspeitos de participarem de racha que matou 5 da mesma família

Quatro caminhoneiros foram presos nesta terça-feira (3), acusados de participarem de um racha na BR-369, que provocou a morte de cinco pessoas da mesma família, em Mamborê, no norte do Paraná.

A Polícia Civil concluiu que pelo menos cinco caminhões participaram do racha. No acidente, morreram, pai, mãe e os filhos de 11, 9 e 4 anos, que estavam num Escort. Um dos caminhões invadiu a pista contrária.

Os caminhoneiros presos têm 38, 37, 29 e 30 anos. Um quinto suspeito é procurado pela polícia, informou o Portal G1/PR.

Os condutores foram presos em flagrante pelo crime de racha com resultado morte, com pena que pode variar de 5 a 10 anos. Não foi arbitrado fiança e eles estão na delegacia de Mamborê. O motorista do caminhão que provocou a batida não se feriu.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal que atendeu a ocorrência, o caminhão invadiu a pista contrária onde estava o carro da família morta no acidente. “Outros usuários que transitavam na rodovia afirmaram que os caminhões envolvidos, em um total de 5, eram conduzidos de forma a caracterizar um racha”.

O Inspetor chefe da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ricardo Schneider, informou que provas foram coletadas no local, assim como testemunhas serão ouvidas. “Os veículos maiores são responsáveis pela segurança dos menores, uma ultrapassagem só deve ser feita se os motoristas tiverem certeza que vão conseguir completar a manobra”, afirmou o inspetor, segundo o Portal Catve.

As vítimas moravam na área rural e foram identificadas como José Reinaldo da Cruz, 34 anos e a esposa Alexandra da Cruz, os três filhos do casal, Maria Vitória da Cruz, 4 anos, Luan Gabriel da Cruz, 9, e Mariana da Cruz, 11 anos. (Rádio Web CP com texto e informações da Banda B/Catve/G1 PR).

 

Deixe uma resposta