Caged aponta que Cornélio Procópio teve saldo positivo na geração de empregos nos últimos 12 meses

Nos últimos 12 meses, o município de Cornélio Procópio gerou 1.254 novos postos de emprego, superando grandes cidades como Londrina, Cascavel, Campo Mourão, Jaguariaíva e Sarandi.

Os dados foram publicados recentemente pelo Caged, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério da Economia.

Londrina ficou com a 14° posição com a geração de 624. O prefeito Amin Hannouche atribuiu ao grande volume de investimentos que estão sendo realizados na cidade, estes novos postos de trabalho.

Os sete primeiros foram Curitiba, Maringá, Foz do Iguaçu, São José dos Pinhais, Ponta Grossa, Pato Branco e Colombo.

Nos dados do Caged dos empregos gerados de janeiro a abril deste ano, Cornélio Procópio também figura entre os 10 municípios que mais geraram empregos no Estado do Paraná, superando outras grandes cidades como Foz do Iguaçu, Campo Largo, Pinhais e Fazenda Rio Grande, na região metropolitana de Curitiba.

“Estes números são muitos importantes para nossa cidade porque demonstra que estamos recebendo investimentos importantes.

Levando-se em conta de que em Curitiba o número gerado de empregos foi de 4.484 nos últimos 12 meses e a capital tem mais de 1,5 milhão de habitantes, Cornélio Procópio, com 50 mil habitantes. figura como uma das que mais criaram empregos, se levarmos em conta a porcentagem entre a população de ambas as cidades”, disse.

O Paraná foi o terceiro estado que mais gerou vagas em abril: 10.653. Minas Gerais ficou em segundo lugar, com 22.3458. E São Paulo, em primeiro, com 50.168.

Já, no ano, o Estado está em quarto lugar, com 37.876 vagas, depois de Santa Catarina (49.914), Minas Gerais (56.129) e São Paulo (125.602).

Em 12 meses, o Paraná também está em quarto, com saldo de 41.334, depois de Santa Catarina (49.206), Minas Gerais (70.805) e São Paulo (132.248).

O Brasil criou, em abril, 129,6 mil vagas formais de emprego, o melhor resultado para o mês desde 2013. Em abril de 2013, foram criadas 196.913 vagas.

O dado positivo ocorre depois de, em março, o País ter fechado 43 mil vagas, no pior resultado para o mês desde 2017.Em abril de 2018, haviam sido criadas 115.898 vagas.

No ano, o acumulado está em 313.835 vagas, um aumento de 0,82% em relação ao mesmo quadrimestre de 2018. Já nos últimos 12 meses, são 477.896 postos criados, alta de 1,25%.(Rádio Web CP com informações da Comunicação/Prefeitura).

Deixe uma resposta