Atropelada ao sair da igreja em Arapongas tem morte cerebral confirmada, diz família

A família de Vanessa Prado Alves Machado, 33 anos, atropelada ao sair da igreja no último domingo, em Arapongas, Norte do Paraná, disse, em nota, nesta quarta-feira, 06, que ela teve morte cerebral confirmada.

Vanessa estava com o namorado na calçada quando uma Saveiro branca entrou na contra mão e seguiu na direção deles. Ela foi a única atingida e o condutor fugiu sem prestar socorro.

A mulher sofreu ferimentos gravíssimos e foi internada na UTI do Hospital João de Freitas.

Por volta das 15h00, desta quarta-feira, a morte cerebral teria sido confirmada, conforme disse em nota o namorado Daniel e a família dela.

Vanessa morava em Cambé e deixa três filhos. Segundo a polícia, o autor do atropelamento já foi identificado.  (Texto: Rádio Web CP com informações da RPC Londrina).

Deixe uma resposta